Feito massa crua

Por que você está tão irritada comigo? Toda vez que falo de nós, você fecha os olhos, mas de um jeito ruim. Lembro quando você os fechava e eu podia vê-la rindo por dentro. Podia até ouvir uma musiquinha de fundo e um perfume suave, desses que não se vende em qualquer butique. Hoje é maçante. Hoje fede. Que faca violaria este nó que nos une e nos sufoca? Estamos condenados a fazer sempre o melhor que pudermos. Por isso mesmo, temos falhado miseravelmente.

Faz tanto tempo que não toco seu rosto com as costas da mão. Faz realmente muito tempo que você não chora mais na minha frente e eu enxugo suas lágrimas com as costas das minhas mãos. É que seu rosto é tão macio e delicado, enquanto meus dedos são grosseiros feito rancor ou massa crua.

Ouvi dizer que… não, deixa pra lá. Você vai gritar, eu vou ficar mais triste e vamos dizer coisas que prometemos há muito tempo nunca dizer um para o outro. Mas temos dito. E temos feito coisas que nos afastam das nossas verdades, da ruazinha de terra batida que estávamos abrindo para nós. Lembra de tudo que planejávamos? Nosso amor seria uma cidade inteira, cheia de música pelas esquinas e gente engraçada. Hoje é essa viela abandonada.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *