Golfinhos desenhados na sua bolsa

Era um sushi bar meio caído onde eles resolveram marcar o primeiro encontro. Depois de algumas “combinações” no aplicativo de encontros, ela achou a barba dele bonitinha, apesar do nariz proeminente. Chegou uns oito minutos depois dele. Alta, usava um vestido estampado, com um cinto grande e uma bolsa também estampada; ele, um pouco mais baixo e camisa xadrez em tons de vermelho. E lá se foram os risinhos constrangidos e a avaliação mútua, que dura cerca de dois segundos: “O nariz dele não é tão grande”; “Até que ela é mais bonita ao vivo…”.

– Eu nem quis parecer paranoico antes da gente sair, talvez se eu tivesse sido (paranoico), a gente nem estaria aqui… Mas eu realmente preciso… Qual é seu signo e ascendente? – começou ele, logo depois de pedirem um chope para cada.
– Olha, eu sei que sou aquariana porque já vi no jornal, do lado das tirinhas… mas eu nem faço ideia do ascendente…
– Aquário? Sério? Nossa, esse é do bom, hein? Forte, espirituosa… – ele parecia ter encontrado sua alma gêmea.
– É? Eu não ligo muito, me desculpa… Você gosta do Recruta Zero? – ela parecia se arrepender da pergunta antes mesmo de ouvir a resposta.
– Não lembro, acho que não…
– E do Charlie Brown?
– Muito boa, não é? Uma merda o que aconteceu com o Chorão… Você lembra quando ele deu um soco na cara do Camelo? Ha Ha! – ele se arrependeu da risada no final.
– Não, do Snoopy… – resolve pedir uns sashimis, enquanto não decidia o resto.
– Ah, esse todo mundo conhece! – concorda com os sashimis.
– Essa merda dessa banda também – enfatizando um “ha ha” no final, que saiu mais agudo do que esperava.
– Então você não sabe seu ascendente…
– É…
– Se você me disser o dia e a hora que você nasceu, eu posso descobrir rapidinho aqui no celular.
– Jura? Fácil assim? Não tem que fazer aquele negócio de mapa astral? Procura aí no Google: como a gente vai mudar de assunto…
– Haha! É que fiquei feliz quando você disse que era aquariana…
– Está bem, vou ali fazer um xixizinho e já volto.
– Vai lá! Mas não demora, hein? Mais um chopinho?
– Claro! Pede aí… – diz ela, na metade do caminho.

Ela volta do banheiro com o batom retocado e mexendo na bolsa.

– Olha que legal! Tem golfinhos desenhados na sua bolsa! Sabia que tem muita gente que pensa que golfinhos são peixes?
– Really? Eu nunca conheci ninguém que confundisse assim…
– Eu não gosto muito de peixes…
– Então por que a gente está comendo sashimi?
– Não, o signo…
– Você é meio retardado. Eu estou falando que… Trinta reais paga a minha parte? – levanta ela, engolindo mais um chope.
– Ué, você vai embora?
– Espirituosa, não é?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *