Por você (Faço tudo)

Posso te comprar flores e escrever um cartão com palavras minhas, a punho próprio. A minha letra, você acha tão bonitinha, né? Por você, eu bebo uísque com gelo. Por você, de repente corto o cabelo e deixo a barba por fazer, só pra sentir a sua mão por entre os pelos: que sossego!

Posso acordar antes das dez e te dizer que o mundo é nosso. Não vou deixar ninguém se aproximar quando você estiver de saco cheio, de TPM. Invento mil desculpas pra ninguém ligar.

Construo um castelo de cartas e colo com Super Bonder pra sorte vir e soprar. Posso lavar o chinelo. Comprar fio dental. Posso falar mais baixo e talvez beber menos café. Mas não se engane, por você eu faço tudo o que eu quiser.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *